Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Geral > Sudene dá início ao Ciclo de Monitoramento 2017
Início do conteúdo da página

Sudene dá início ao Ciclo de Monitoramento 2017

O primeiro encontro deste ano foi realizado na terça-feira (28).

Fotos:Assessoria de Comunicação (Sudene)

20170330 ciclodemonitoramento destaque

 

O coordenador-geral de Gestão Institucional, Manoel Barreiros, informou que o 1º ciclo de monitoramento compreendeu 85 Planos Operativos (PO’s) que estão sendo acompanhados, dos quais 22 foram selecionados para apresentação. Destes, 14 compõem as metas institucionais, 1 é projeto novo e outros 7 foram selecionados pelas unidades pelos desdobramentos futuros. A Diretoria de Planejamento e Articulação de Políticas/DPLAN conta com 40 PO’s distribuídos entre Coordenação-Geral de Promoção do Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente/CGDS (18), Coordenação-Geral de Estudos e Pesquisas, Avaliação, Tecnologia e Inovação/CGEP (20) e Coordenação-Geral de Cooperação e Articulação de Políticas/CGCP (02), que se referem a projetos como Café com Sustentabilidade - Desenvolvimento Tecnológico das Energias Renováveis; Estudo da Política de Dados Abertos do Governo Federal; Programa Água para Todos; e Planos de Desenvolvimento (Salgueiro e entorno/PE, Campina Grande/PB). Sobre este último, o superintendente Marcelo Neves falou da satisfação de ver a Sudene entregar à sociedade um produto que vai possibilitar o desenvolvimento de uma região que faz parte da sua área de atuação. Resultado da parceria entre a Autarquia e outras instituições de planejamento, o projeto “Campina Grande 2035” – que traça metas relacionadas à qualidade de vida, prosperidade social e eficiência na gestão pública – foi lançado no último dia 24 e contou com a participação do gestor máximo e de técnicos da Sudene.

A Diretoria de Gestão de Fundos, Incentivos e de Atração de Investimentos conta com 34 projetos sob condução da Coordenação-Geral de Fundos de Desenvolvimento e Financiamento, relacionados a empreendimentos que se instalaram na área de atuação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste através de financiamento do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE), como a Fiat e a Transnordestina.

A DAD conta com PO’s da Coordenação-Geral de Gestão de Pessoas (04), Coordenação-Geral de logística, Administração e Finanças/Engenharia (03) e Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação (01). Os destaques dessa Diretoria foram os projetos de Gestão por Competências e o do Sistema Informatizado de Gestão do FDNE/FDA/FDCO. Sob o comando da Coordenação-Geral de Gestão Institucional/CGGI, unidade responsável pelo Monitoramento dos Planos Operativos, está a Atualização do Regimento Interno, aprovado e implementado em fevereiro deste ano. Dos 85 projetos, 20 se mostraram concluídos.

A CGDS apresentou informações sobre um novo projeto, referente à pavimentação viária que está sendo realizada no município de Messias Targino/RN, fruto da Emenda Parlamentar do deputado federal Rogério Marinho/RN, que contará com recursos da ordem de R$ 250 mil. Marcelo Neves ressaltou a importância das emendas parlamentares, “que vêm promovendo uma maior aproximação da Sudene com os políticos que atuam na Região Nordeste”.

 

20170330 ciclodemonitoramento destaque2

 

Os ciclos de monitoramento vêm sendo considerados estratégicos para a instituição, proporcionando uma visão global dos trabalhos em andamento, contribuindo para o cumprimento dos prazos e agilizando a execução das ações. O diretor de Administração, Antônio Magalhães Ribeiro, participou pela primeira vez do Ciclo de Monitoramento e parabenizou a CGGI por colocar em prática “esse instrumento fantástico, que possibilita acompanhar a evolução dos projetos”.

Agenda

Os próximos ciclos de monitoramento de 2017 serão nos dias 21 de junho, 22 de setembro e 15 de dezembro.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página