Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Institucional > Comunicação > Notícias > Articulação > Mangue Digital é criado durante workshop na Sudene
Início do conteúdo da página
TIC

Mangue Digital é criado durante workshop na Sudene

Publicado: Terça, 04 de Junho de 2019, 18h42

Trata-se de um polo de TIC que terá como área de abrangência a Região Metropolitana do Recife (RMR).

Foto de uma apresentação, mostrando parte da plateia e do telão.

Foto: Ascom (Sudene)


A oficina de planejamento estratégico do Polo, que passa a integrar as Rotas de Integração, foi realizada ontem (03) e hoje (04) na sede da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste. Estiveram em debate o Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE) e Sistema regional de Inovação, políticas nacionais de desenvolvimento regional e urbano, Rotas de Integração Nacional e Rota da Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), tecnologias emergentes e transformação digital, entre outros temas relacionados à inovação.

A Região Metropolitana do Recife é a primeira localidade selecionada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) para a implementação da Rota de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), o que se deve ao fato de ser considerada um dos principais centros produtores de tecnologia do Brasil. Outras três localidades também foram selecionadas pelo MDR: Paraná, Distrito Federal e Paraíba. A ideia é construir o diagnóstico territorial, traçar uma estratégia de ação compartilhada e elencar uma carteira de projetos a serem desenvolvidos por integrantes do Polo, que reunirá diversos produtores de inovação e de tecnologias da informação e comunicação na localidade. Os setores que atuam com TIC serão contemplados com ações do programa Rotas da Integração Nacional do MDR, cuja finalidade é estruturar e incentivar arranjos produtivos locais.

Os pontos positivos da RMR para a Rota de TIC elencados durante a oficina incluem programas inovadores de formação; redes de cooperação entre atores do Polo; lei estadual de inovação já aprovada; recursos não reembolsáveis e reembolsáveis subsidiados em expansão; incentivos fiscais para indústrias, exigindo contrapartida em projetos de inovação; além de abrigar o Marco Pernambuco da Moda, o Centro de Inovação da UFPE e o Porto Digital, única IG do Brasil associada à produção de serviços de TIC. Entre os entraves a serem vencidos está o déficit de mão de obra qualificada (programador, analista de sistemas, designers, gerentes de projetos, desenvolvedores de games).

Uma das etapas do encontro foi a divisão dos participantes em grupo para definir a construção de uma “visão de futuro” do polo, a formação de um comitê gestor e a validação de uma carteira de projetos, entre eles o desenvolvimento de plataforma simplificada para cruzamento de necessidades de negócios com disponibilidade de soluções TIC por meio de workshops e o fomento para cooperação de pesquisadores nacionais e internacionais.  O eixo de financiamento prevê, entre outras ações, a criação de um fundo garantidor de projetos, redução de burocracia para acesso ao crédito e utilização da rubrica de P&D do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE), administrado pela Sudene.

Foto da reunião de um dos grupos

Foto: Ascom (Sudene)

A oficina foi liderada por Vitarque Coelho, coordenador geral de Sistemas Produtivos e Inovativos do MDR, que fez uma explanação sobre a Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR), que tem entre suas estratégias a potencialização “de uma rede de APLs setorial e territorialmente interligados, de modo a produzir efeitos significativos para o desenvolvimento regional brasileiro”.

Sudene e Inovação

Durante a oficina, o engenheiro Renato Oliveira, da Sudene, detalhou o eixo estratégico de Inovação do Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE), aprovado pelo Conselho Deliberativo da Autarquia no dia 24 de maio, com a participação do presidente Jair Bolsonaro. O Programa de Inovação para o Desenvolvimento contido no plano tem como objetivos Intensificar a inovação nas atividades produtivas e dos serviços públicos da região; reorientar e intensificar instituições e grupos de trabalho comprometidos com o alcance das agendas regionais estratégicas de P&D; contribuir para estruturar um mercado de trabalho sintonizado com as demandas da economia do século XXI; e contribui para a sustentabilidade ambiental das atividades produtivas da região e para o aproveitamento dos recursos naturais.

Participaram do evento representantes da Autarquia, Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco, Porto Digital, Banco do Nordeste, Codevasf, Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex) e Rede Nacional de Pesquisa (RNP).

Foto da apresentação de Vitarque

 

Multimídia

Preparamos um vídeo sobre o evento. Confira:

Assessoria de Comunicação Social e Marketing Institucional
Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste
(81) 2102-2102
ascom@sudene.gov.br
Siga nossas redes sociais: @sudenebr

Fim do conteúdo da página