Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Institucional > Comunicação > Notícias > Investimentos > FDNE pode financiar VLT em Salvador
Início do conteúdo da página
Projetos

FDNE pode financiar VLT em Salvador

Projeto teve consulta prévia aprovada pela Diretoria Colegiada da Sudene.

20191108 vlt materia

Arte: Ascom (Sudene)



Salvador (BA) deve receber um sistema de transporte que utiliza o chamado VLT (veículo leve sobre trilhos). O projeto, proposto pela Metrogreen Skyrail, teve a consulta prévia aprovada ontem (07) pela Diretoria Colegiada da Sudene durante reunião realizada na sede da autarquia em Recife (PE). O investimento total irá ultrapassar os 2,7 bilhões de reais, com provável aporte de mais de 642 milhões do FDNE (Fundo de Desenvolvimento do Nordeste).

Agora, a empresa deve buscar autorização de um agente operador para apresentar o projeto definitivo. Caso a instituição financeira o aprove, o processo é devolvido à Sudene, que delibera sobre a aprovação do financiamento e procede com as liberações dos recursos em caso afirmativo.

O Consórcio Skyrail Bahia, formado pelas empresas BYD Brasil e Metrogreen do Brasil, venceu a licitação divulgada em edital pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SEDUR) do estado. O documento tinha a finalidade de selecionar a melhor proposta para o estabelecimento e operação do VLT. A iniciativa deve gerar mais de 3.000 empregos diretos e indiretos durante a implantação do sistema. Com a plena operação do empreendimento, serão mantidos 400 empregos diretos e 5 mil indiretos. 

Para a implantação dos 3 trechos previstos, o projeto visa investir em obras civis, sistemas, material rodante, sinalização, comunicação e aquisição de equipamentos. A concessão estará vigente por 20 anos. Quando atingir capacidade máxima, o sistema deve transportar mais de 230 mil passageiros por dia.

Recursos do FDNE para os projetos da Vila Piauí 1 e 2

Na mesma ocasião, a Diretoria Colegiada da Sudene aprovou, também, a liberação de R$ 27,8 milhões em recursos do FDNE para os projetos Vila Piauí 1 e 2, sediados em Serra do Mel, município do Rio Grande do Norte. Ambos visam a construção de parques eólicos com capacidade instalada total de 75,6 MW. As iniciativas devem gerar 200 empregos diretos e 3 mil indiretos cada. 

Além dos postos de trabalho, os projetos beneficiarão as famílias proprietárias das terras onde os parques eólicos serão instalados. A previsão para que os projetos comecem a operar é janeiro de 2021.

 

Assessoria de Comunicação Social e Marketing Institucional
Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste
(81) 2102-2102
ascom@sudene.gov.br
Siga nossas redes sociais: @sudenebr

Fim do conteúdo da página