Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Rede Palma

Esta página contém informações para qualificação de projetos para o projeto Rede Palma.

redepalmabanner  

 

Informações gerais

 

InformaçãoDetalhamento
Código do programa 5320320180011 (clique para acessar no Siconv)
Órgão 53000 (Ministério da Integração Nacional)
Órgão vinculado 53203 (Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste)
Órgão executor 53203 (Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste)
Tipo de instrumento Convênio
Qualificação da proposta Proposta voluntária
Programa atende a Administração pública estadual
Nome do programa

Desenvolvimento da rede regional de inovação - Rede Palma

  

Descrição

 

Difusão da inovação, por meio da incorporação de novos usos e produtos, propiciando inserção no mercado. Visa articular empreendedores e agentes do sistema de apoio à inovação de forma a propiciar condições para que se possa implantar na macrorregião uma estrutura produtiva baseada na inovação, informação e conhecimento.

 

Contextualização, caracterização, metas e prazo do projeto

 

O semiárido nordestino é caracterizado por baixa pluviosidade e alta evapotranspiração, sendo registrado grande déficit hídrico em boa parte dos dias do ano. Esses fatores, em certa medida, atuam como limitadores às atividades agropecuárias no Nordeste. 

A concentração de chuvas em poucos meses do ano demanda dos produtores rurais da região estratégias que lhes permitam conviver com essas adversidades climáticas carcaterísticas do seu território. Nesse contexto, a palma se destaca como planta forrageira capaz de contribuir para uma estratégia mais elaborada de suporte alimentar animal. Se bem manejada, é capaz de proporcionar suplementação aos mais diversos rebanhos, desde caprinos e ovinos,até o gado de confinamento. Entretanto, ainda existem vários gargalos relacionados ao seu processo produtivo, que impedem ou dificultam a otimização da cultura para que ela se estabeleça como um dos elementos relevantes da agropecuária nordestina. São ainda necessárias melhorias que envolvam, por exemplo,sistemas produtivos, manejo fitossanitário, colheita, melhoramento genético,propagação vegetativa, entre outros.

A Sudene vem articulando e buscando o fortalecimento de uma rede de fomento à cultura da palma (Rede Palma). Entre os pontos levantados nas discussões desta rede, verificou-se a necessidade de se estabelecer sistemas de produção para a palma, como os existentes para outras culturas. Nesse sentido, por meio ação 8340 (Desenvolvimento da Rede Regional de Inovação), a Sudene irá selecionar e apoiar projeto de estudo cujo fim é o estabelecimento de sistemas de produção para a referida cultura.Esses sistemas deverão abranger, prioritariamente, exigências nutricionais/adubação, manejo hídrico (sequeiro e irrigado), manejo fitossanitário (pragas e doenças), colheita e pós-colheita e melhoramento genético. 

Para desenvolvimento dos mencionados sistemas, a proponente poderá se utilizar de experimentação de campo, além de pesquisa bibliográfica (nacional e internacional) sobre a cultura da palma. A proponente deverá apresentar relatórios anuais com os resultados dos estudos obtidos e, ao final do projeto, a proponente deverá apresentar um relatório completo contendo os sistemas de produção desenvolvidos, para publicação, além de outro, mais didático, em formato de cartilha. 

Portanto as linhas prioritariamente para apoio do projeto serão:

1. Manejo hídrico (sequeiro e irrigado);

2. Exigências nutricionais/adubação;

3. Manejo fitossanitário (pragas e doenças);

4. colheita e pós-colheita;

5. melhoramento genético.

Além disso, o projeto deverá conter em suas metas a publicação final dos resultados em duas formas:

a) Relatório completo (em meio digital, formato abnt)

b) Cartilha (impressão de no mínimo 500 exemplares)

O valor para disponibilização, por projeto, é de R$ 255.000,00, envolvendo um montante de R$ 510.000,00 para essa iniciativa.

O prazo para entrega dos resultados é de, no máximo, 36 meses.
 

Períodos de recebimento


Data de início de recebimento de propostas: 16/05/2018;

Data-limite para o recebimento de propostas: 03/06/2018.

 

Critérios de seleção


Ficará a cargo da equipe técnica da Coordenação-Geral de Promoção do Desenvolvimento Sustentável – CGDS, da Diretoria de Planejamento e Articulação de Políticas – DPLAN a análise das propostas enviadas, considerando os seguintes aspectos:

Análise do enquadramento das propostas:

alinhamento às diretrizes estratégicas da Sudene;
adequação ao objetivo do Programa, ao objeto e à finalidade da ação 8340;

Exequibilidade do plano de trabalho:

Consistência técnica do projeto em termos metodológicos, fundamento da justificativa e contextualização da problemática;
Coerência entre metas, etapas e cronograma de execução;
Compatibilidade dos custos com o praticado no mercado;
Capacidade técnica para execução e gestão do projeto.

Havendo mais de uma proposta aprovada, será escolhida aquela de cuja instituição proponente possua maior experiência e capacidade técnica e científica comprovadas no tema objeto dessa ação. O Programa Atende a Empresa pública/Sociedade de economia mista, Administração Pública Estadual ou do Distrito Federal.

 

Mais informações

  

InformaçãoDetalhamento
Ação orçamentária 2029 8340
Estados habilitados AL, BA, CE, ES, MA, MG, PB, PE, PI, RN, SE
Deve apresentar plano de trabalho? Não
Aceita proposta de proponente não cadastrado? Não
Possui chamamento público / concurso de projetos? Não

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página